Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Devoção ao Santo Anjo da Guarda

"Cada fiel é ladeado por um Anjo como protetor e pastor para conduzí-lo à vida", cita o CIC 336.


De fato, esta verdade é especificada no Salmo 90 que recita:

"(O Altíssimo) te cobrirá com suas plumas, sob suas asas encontrarás refúgio. Sua fidelidade te será um escudo de proteção. (...) porque aos seus Anjos ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão em suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra. Sobre serpentes e víboras andarás, calcarás aos pés o leão e o dragão. Pois que se uniu a mim, eu o livrarei; e o protegerei, pois conhece o meu nome. ( Quando me invocar, eu o atenderei; na tribulação estarei com ele. Hei de livrá-lo e o cobrirei de glória. Será favorecido de longos dias, e mostrar-lhe-ei a minha salvação)."
Os Anjos não são somente os mensageiros e os servidores fiéis de DEUS, mas com amável benignidade nos estimulam a alcançar a salvação das nossas almas.

 
Por que devemos ter fé no Santo Anjo da Guarda?

1. A fé nos Anjos é uma ajuda indispensável para a santidade.
2. A fé nos Anjos é importante para ensinar-nos o sentido profundo para o mundo do invisível.
3. A fé nos Anjos nos impele para uma amizade confidêncial com o Anjo da Guarda.
4. A fé nos Anjos nos abre a feliz esperança de ter o nosso caro Anjo da Guarda conosco e por toda a eternidade.
5. A fé nos Anjos, portanto, nos mostra a necessidade de familiarizar-nos com o Anjo começando já aqui neste mundo.

É de grande consolação a certeza de que o Anjo está sempre ao nosso lado, ele nos ensina a ver as ocasiões da vida cotidiana na luz da eternidade, para assim juntar tesouros para o céu (Mt 6,20).

Conferência do Pe Policarpo Cotrin ORC