Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

terça-feira, 31 de julho de 2012



Ó Maria, Rainha dos Anjos, sede Vós a minha Mãe em cada circunstância da minha vida, o meu Perpétuo Socorro, a Consoladora na escuridão, a luz no meu desamparo, a Mãe de todos!

O vosso manto chama-se obediência, a vossa veste chama-se pureza, a vossa coroa chama-se humildade.

Ensinai-me também tudo isto, para que permaneça valente em todas as provações, para que me porte, digno de aprovação, como irmão do meu Anjo e como filho vosso.

Conduzi-me, junto com o meu Anjo, pelo caminho íngreme que Deus me indica.

Não me deixes tropeçar, nem desanimar até que tenha alcançado a meta que Deus me propôs. Amém

domingo, 22 de julho de 2012

O inimigo de Deus

O Catecismo da Igreja Católica (CIC) nos diz que, com o pecado mortal, perdemos a amizade do Senhor. E o demônio perdeu a amizade de Deus.

Os anjos se revoltaram contra o Senhor. Isso quer dizer que o pecado é uma invenção angélica. Antes de o primeiro homem colocar os pés nesta Terra, já existia o pecado; com a transgressão de Adão e Eva, as portas para o mal foram abertas neste mundo.

Satanás e seus anjos nunca viram Deus face a face. Sabemos disso, porque o Senhor é muito belo, muito atraente; quem O vê não se rebela contra ele. Então, se esses anjos se revoltaram contra o Senhor, significa que não O tinham visto.

Quando Deus criou os anjos, escondeu-se deles, porque queria que eles demonstrassem seu amor a Ele naturalmente. Se o Senhor aparecesse para nós, face a face, seríamos atraídos para Ele e não seríamos livres para escolher se iríamos ou não segui-Lo. Deus se esconde para nos dar a oportunidade de sermos livre.

Deus vê nosso coração, por isso não adianta mentir para Ele. Mas o mesmo não acontece com o diabo. Ele não vê nosso coração, não sabe no que estamos pensando, mas é esperto, estuda nosso comportamento e nos conhece devido às nossas reações. No entanto, este conhecimento é falho, porque a maldade destorce o conhecimento das coisas. Eles são espertos, mas não são sábios.
Ele dá aos anjos e a nós uma chance de amá-Lo pela fé. O demônio sabe que Ele existe e treme. Satanás e seus anjos não têm fé no amor do Senhor.
Inimizade é não crer no amor. Satanás não serve ao Senhor, porque não crê no amor d'Ele. Os anjos bons deram seu 'sim' a Deus com humildade e se doaram de todo coração. O Pai, então, abriu as portas do céu e deixou que eles o contemplassem face a face.
Nós dizemos que satanás é o pai da mentira, mas, às vezes, ele não precisa nem mentir para nos levar à posição de inimigo de Deus. Ele só nos faz a pergunta que está no Salmo: “Onde está o Teu Deus?”.

"O Senhor não desiste de nós. Por que desistiríamos d'Ele?

Para perder a fé, nós precisamos, em primeiro lugar, ser crentes num “deus” falso. Quando acreditamos nele e mergulhamos nesse “deus” falso, o trabalho do demônio fica muto fácil, porque, diante de uma desgraça em nossa vida, ele nos pergunta: “Onde está o 'deus' que ia salvá-lo? Onde está Ele?”. Daí, percebemos que nos tornamos um crente devotado, entregamos tudo a um “deus” de mentira.

Nos verdadeiro Deus quer que O amemos. Nesse mundo, marcado pelo pecado, não há outro jeito de amar, a não ser abraçando a cruz. Amizade sólida é aquela que foi testada na cruz.

Na hora do sofrimento, devemos mostrar a solidez da nossa amizade, do nosso amor por Ele. O Senhor não desiste de nós, por que desistiríamos d'Ele? Se Deus sofreu por você, por que você não está disposto a sofrer um pouco por Ele?

Satanás não acreditou no amor de Deus, embora Ele tenha lhe dado demonstrações de Seu amor. Por isso tornou-se inimigo.
A amizade é como uma virtude. Precisamos ter o hábito de ser amigos de Deus. Ele nos dá sinais de Seu amor, mas somos livres para crer e para não crer n'Ele. Vamos renovar nossa amizade com Ele. “Senhor, hoje, eu Vos escolho como meu amigo. Eu quero cultivar essa amizade. Eu creio no Vosso amor, mesmo que eu não O veja nem O sinta. Mesmo na dor, na angústia, creio no Vosso amor, quero ser Vosso amigo. Amém.”


Padre Paulo Ricardo, sacerdote da  Arquidiocese de Cuiabá MT- Acampamento PHN 14 anos.

domingo, 15 de julho de 2012

Santo Anjo da Guarda

Deus, que criou todas as coisas, criou também os anjos, para que o louvem, obedeçam e atendam. Criou-os para serem eternamente felizes e para que nos ajudem e guiem, especialmente toda a sua Igreja. Entretanto uma grande parte desses anjos cometeu o grave pecado da soberba, desejando tornar-se iguais ao próprio Criador. Por isso Deus os condenou e os precipitou no inferno, onde permanecerão para todo o sempre. Esses anjos rebeldes são chamados espíritos maus, diabos ou demônios, e têm como chefe Satanás.


Os anjos que ficaram fiéis a Deus são os chamados anjos bons ou simplesmente: anjos. Dentre esses é que Deus escolhe nosso Anjo da Guarda, que é pessoal e exclusivo, cuja função é proteger-nos até o retorno da nossa alma à eternidade. Ele nos ampara e nos defende dos perigos com que os espíritos maus nos tentam, na nossa vida terrena. "Porque aos seus anjos ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos, eles te sustentarão em suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra" (Sl 90,11-12).

Os Anjos da Guarda estão repletos de dons e privilégios especiais, com uma missão insubstituível ao longo da criação. Eles possuem a natureza angélica espiritual, que é a síntese de toda a beleza e de todas as virtudes de Deus, por isso impossível de ser representada.

Em um dos seus textos, são Francisco de Sales esclarece que a tarefa dos anjos é levar as nossas orações à bondade misericordiosa do Altíssimo e de informar-nos se elas foram atendidas. Assim sendo, as graças que recebemos nos são dadas por Deus, que é o princípio e o fim de nossa vida, através da intercessão de nosso Anjo Bom.

Deus confiou cada criatura a um Anjo da Guarda. Esta é uma verdade que está em várias páginas da Sagrada Escritura e na história das tradições da humanidade, sendo um dogma da Igreja Católica, atualmente também confirmado pelos teólogos. A devoção dos anjos é mais antiga até que a dos próprios santos, ganhando maior vigor na Idade Média, quando os monges solitários receberam a companhia dessas invisíveis criaturas, cuja presença era sentida nas suas vidas de silenciosa contemplação e íntima comunhão espiritual com Deus-Pai.

Todavia o Eterno Guardião, como o Anjo da Guarda também é chamado, tão solicitado e cuidado durante a infância, está totalmente esquecido no cotidiano do adulto, que, descuidando de sua exclusiva e própria companhia, não se apercebe mais de sua angélica presença. Mas este espírito puro continua vigilante, constante dos pensamentos e de todas as ações humanas.

O Anjo da Guarda é um ser mais perfeito e digno do que nós, criaturas humanas. Não podemos ignorá-lo. Devemos amá-lo, respeitá-lo e segui-lo, pois está sempre pronto a proteger-nos, animar e orientar, para cumprirmos a missão da vida terrena, trilhando o caminho de Cristo e, assim, ingressarmos na glória eterna.

 O dia 2 de outubro foi fixado em 1670, pelo papa Clemente X, para celebrar separadamente o nosso santo Anjo da Guarda. E para ele a Igreja ditou uma das mais belas orações, que diz:
 
 "Santo Anjo do Senhor,
meu zeloso guardador, já que a ti me confiou
a Piedade Divina,
 sempre me rege, me guarda, me governa e ilumina,
agora e sempre.
 Assim seja".

quinta-feira, 5 de julho de 2012

O Anjo nos guarda em todos os caminhos

Ao profeta Elias, continuamente apresenta Anjos que falam e o consolam. Célebre é seu quarteto de Anjos, onde ele apresenta as palavras do Salmo 91: "Pois ordenou os teus Anjos que te guardem em todos os teus caminhos, que te levem nas mãos para que teu pé não tropece em alguma pedra". Ao ouvirmos estas palavras, nos sentimos realmente protegidos e carregado pelas mãos. É uma música que cura, uma experiência de DEUS transformada e música.

As palavras do Salmo 91 sempre sensibilizaram as pessoas. Em nossos caminhos tropeçamos em muitas pedras que nos ferem. Encontramos leões, víboras e dragões, deparamo-nos com atos de agressões, com mentes venenosas e hostis, com atmosfera de veneno e pessoas que nos sugam e nos devoram. As situações descrita pelo Salmo são situações arquetípicas. Muitas vezes, sentimo-nos desamparados em face do veneno e da inveja das pessoas. Não conseguimos  defender-nos dos que nos impõe expectativas grandes demais, que nos tiram a liberdade. Mas o Salmo promete-nos que o Anjo nos tornará capazes de andar sobre leões, víboras e dragões (Sl 91,13). Quando estivermos em contato com o Anjo que está conosco, leões, víboras e dragões não nos farão mal.

Atenção, estar em contato, não apenas saber que tenho um Anjo dado por DEUS. Estar em contato indica uma consciência real, uma vivência com o nosso Anjo.
O Anjo nos põe em contato com a esfera invulnerável que existe em em nosso íntimo, lugar do silêncio interior, onde mora em nós o próprio DEUS. Ali, leão nenhum poderá penetrar, serpente alguma há de se insinuar.  

"Ficai, Anjos, ao meu lado!
Conduzi-me nos caminhos pra meu pé não tropeçar.
Mas ensinai-me também vosso cântico sagrado de gratidão ao Senhor.
Ficai, Anjos, ao meu lado".


domingo, 1 de julho de 2012

Vamos participar!

Prêmio Top Blog


A maior premiação de Blogs da internet brasileira!



Este é um sistema interativo de incentivo cultural destinado a reconhecer e premiar, mediante a votação popular e acadêmica os Blogs Brasileiros mais populares, com melhor apresentação técnica específica a cada grupo e suas respectivas categorias. O Blog irá concorrer na categoria Religião.

Atenção! As votações do 1° turno começam dia 14/07/12 e vocês poderão votar no selo de votação TOPBLOG no topo da página. 

Dica de Livro


O Livro dos Anjos de Ramon LLULL

É uma excelente introdução com a análise hermenêutica do texto, elaborado de modo coerente os argumentos racionais acerca da natureza, da origem e das propriedades dos Anjos.