Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

domingo, 17 de março de 2013

São José, valei-nos!!!


Quanta beleza na figura de São José, o justo, o honrado. Jesus é aquele que cumpre as profecias, pois setecentos anos antes de Seu nascimento diziam que viria o Salvador da linhagem de Davi. No entanto, Maria não tinha a linhagem de Davi, mas José sim. Então, para que se cumprisse a promessa da Sagrada Escritura e ficasse claro para o mundo inteiro que Jesus era o Filho de Deus, precisava haver a linhagem de Davi, e José foi o homem quem permitiu tudo isso.
A Bíblia, na versão da CNBB, apresenta um comentário sobre a passagem bíblica de hoje: “Através de José, Jesus é juridicamente descendente de Abraão e da casa de Davi (da qual deveria nascer o Messias).” Logo, podemos afirmar que a profecia se cumpriu em Jesus. Imaginem: setecentos anos antes de Cristo nascer, o profeta Isaías escrevera que o Salvador nasceria de uma virgem!
Hoje vemos a figura de São José, com a ajuda do qual Deus se fez homem. Houve um tempo em que a Igreja percebeu algumas heresias, mas para cada uma delas vinha um santo que as derrubava. Uma das heresias dizia que Jesus não tinha parte humana, que Ele era só divino, e outra dizia que não possuía parte divina, pois era só humano. A Igreja promoveu um concílio e decretou que Nosso Senhor Jesus Cristo possui as duas partes: humana e divina.
José, quando estava se preparando para se casar com Maria, descobriu que ela estava grávida. Naquele tempo a mulher era apedrejada [se isso ocorresse], e esse grande santo ficou confuso, mas por ser justo e honrado, não queria difamá-la, então, decidiu deixá-la em silêncio. Por ser tão sensível à voz de Deus conseguiu entendeu que o sonho tido com o anjo vinha de Deus. E, com a ajuda desse sonho, o anjo o chama pelo nome e lhe diz que não deve temer, pois o Menino que nasceria vinha do Espírito Santo. Muitos homens podem pensar que ser sensível a Deus é coisa de mulher, mas você também pode ser sensível ao Senhor, como São José.
São José é um exemplo de homem trabalhador e sensível às coisas do Alto. Se hoje o trabalho toma conta do seu tempo, espelhe-se no exemplo desse santo.
Podemos ver que o Senhor falava sempre com ele pelos sonhos. José se mostra como um guardião da família, quando sentiu medo de ir para Israel. E o exemplo de família que a Sagrada Escritura nos mostra hoje é a figura da mãe, do pai e do filho.
Hoje, a mensagem de Deus para nós é de que guardemos e protejamos nossos entes queridos do “Herodes deste mundo”, que quer destruir nossas famílias e matar nossos filhos com drogas, bebidas, prazeres desregrados que o mundo oferece.