Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Santo Anjo da Guarda

Cada um de nós tem o seu Anjo da Guarda pessoal com o qual pode conversar, assim como com os Anjos da Guarda dos outros.

É necessário que sempre seja recordada e incentivada a oração diária, ou mesmo em qualquer circunstância do dia, ao seu Anjo da Guarda, de modo que cada um possa não somente ser protegido contra os perigos da alma, mas também ser defendido contra os acidentes que, infelizmente, se sucedem frequentemente sobre as estradas, no mar e no ar.

Eis o 2 de Outubro: Festa dos Santos Anjos da Guarda. [...] Seguindo o que nos ensina o Catecismo Romano, vamos recordar quanto é a admirável disposição da Divina Providência que confiou aos Anjos o serviço de velar para que o gênero humano e cada ser humano não sejam vítimas de graves perigos. Do mesmo modo que, nesta existência terrena, os pais, quando as suas crianças empreendem uma viagem cheia de obstáculos e dificuldades, preocupam-se de chamar junto deles alguém que possa tomar cuidado deles e ajudá-los nas adversidades, assim o Pai dos Céus, para cada um de nós, durante a nossa viagem para a pátria celestial, encarregou os Santos Anjos para ajudar-nos e proteger-nos com solicitude, para que possamos evitar os obstáculos, superar as paixões, e, sob a sua condução, nunca abandonar a via certa e segura que conduz ao Paraíso.

[...] Que a devoção aos Santos Anjos nos acompanhe para sempre! Quantos riscos temos de enfrentar durante a nossa peregrinação terrestre, quer por parte da revolta dos elementos da natureza, quer a cólera dos homens mergulhados no mal! Pois bem, o nosso Anjo da Guarda continua sempre presente. Não o esqueçamos nunca, (devemos) invocá-lo sempre (2 de outubro de 1960, Discursos, T. 2, 762).

O nosso desejo é para que cresça a devoção para com o Anjo da Guarda. Cada um tem o seu e cada um pode conversar com os Anjos e o seu séquito.



10 de Setembro de 1961, Osservatore Romano,
 edição francesa semanal, n° 38.