Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

ADVENTO


 
 
Aproxima um novo Ano Litúrgico: o ADVENTO!
No próximo domingo celebraremos a Solenidade de CRISTO REI e encerrando o Tempo Comum nos preparamos para início de um novo Ano Litúrgico, o Advento!
 
O Ano Litúrgico é o tempo que marca as datas dos acontecimentos da História da Salvação. Não é como o ano civil, que começa em 1º de Janeiro e termina em 31 de dezembro, mas começa no 1º domingo do Advento (preparação para o Natal) e termina no último sábado do tempo comum, que é na véspera do 1º domingo do Advento.
 
O termo Advento (adventus, em latim) tem como significado: vinda, chegada. Os primeiros traços da existência de um período de preparação para o Natal aparecem no século V, quando São Perpétuo, Bispo de Tours, estabeleceu um jejum de três dias, antes do nascimento do Senhor. É também do final desse século a "Quaresma de São Martinho", que consistia num jejum de 40 dias, começando no dia seguinte à festa de São Martinho.
 
São Gregório Magno (590- 604) foi o primeiro Papa a redigir um ofício para o Advento, e o Sacramentário Gregoriano é o mais antigo em prover missas próprias para os domingos desse tempo litúrgico.
 
No século IX, a duração do Advento reduziu-se a quatro semanas, como se lê numa carta do Papa São Nicolau I (858-867) aos búlgaros. E no século XII o jejum havia sido já substituído por uma simples abstinência. Apesar do caráter penitencial do jejum ou abstinência, a intenção dos papas, na alta Idade Média, era produzir nos fiéis uma grande expectativa pela vinda do Salvador, orientando-os para o seu retorno glorioso no fim dos tempos. O vocábulo de origem pagã (inicialmente) ganha sentido bíblico e escatológico de "Parusia".
 
"O VERBO DIVINO se fez carne e habitou entre nós"!
 
JESUS assume nossa humanidade, sem deixar de ser DEUS. Esse grande acontecimento precisa ser preparado e celebrado dignamente por cada um de nós a cada ano. Nessas quatro semanas de preparação, somos convidados/as a esperar JESUS que vem no Natal e no fim dos tempos.
 
(Fonte: Arautos do Evangelho)