Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

MARIA a predileta do PAI.

Virgem MARIA predileta do PAI, aquEla quem DEUS amou primeiro.
PREDILETA, amada primeira.



DEUS depositou a plenitude de todo o bem em MARIA, para que nisto conhecêssemos que tudo o que temos de esperança, graça e salvação, dela deriva até nós.
                                                                           - São Boaventura

Como diz Santo Irineu, 'obedecendo, se fez causa de salvação, tanto para si como para todo o gênero humano'. Do mesmo modo, não poucos antigos Padres dizem com ele: 'O nó da desobediência de Eva foi desfeito pela obediência de MARIA; o que a virgem Eva ligou pela incredulidade, a Vigem MARIA desligou pela fé'. Comparando MARIA com Eva, chamam MARIA de Mãe dos viventes e, com frequência, afirmam: 'veio a morte por Eva, e a vida por MARIA' (Lumen Gentium, 56 e CIC, 494).

Nossa Senhora, Rainha de todos os Anjos e Santos no céu, rogai por nós!!!

Gostaria de meditar convosco (…) a saudação do Anjo a Maria. (…) A palavra grega, «Kaire», significa por si só «rejubila», «alegra-te». E aqui está o primeiro elemento que surpreende: a saudação entre os judeus era «Shalom», «paz», enquanto a saudação no mundo grego era «Kaire», «alegra-te». É surpreendente que o Anjo, ao entrar na casa de Maria, cumprimente com a saudação dos gregos: «Kaire», «alegra-te, rejubila». (…) Nesta saudação grega do Anjo manifesta-se a nova universalidade do Reino do verdadeiro Filho de David. (...) Somente com este diálogo, que o anjo Gabriel tem com Maria, começa realmente o Novo Testamento. Portanto, podemos dizer que a primeira palavra do Novo Testamento é um convite à alegria: «rejubila, alegra-te!». O Novo Testamento é verdadeiramente «Evangelho», a «Boa Nova» que nos traz alegria. Deus não está distante de nós, não é desconhecido, enigmático, talvez perigoso. Deus está próximo de nós, tão próximo que se faz criança, e nós podemos tratar este Deus por «tu».
                                                                                            - Papa Bento XVI.