Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Um anjo que sorrir

“Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram” (Rm 12,15).


Se a caridade cristã deve mover o nosso coração à vida dos irmãos, como nos ensina São Paulo, quanto mais o Santo Anjo da Guarda que é cheio do amor divino, se ocupa de nossas dores e alegrias, e de modo muito mais perfeito, pois não podem de modo algum ser movido por um interesse pessoal, mas somente pela glória de Deus e salvação de nossa alma.


Alegrar-se com os que se alegram.
Num dos êxtases de Pe. Pio, Pe. Agostino seu confrade, anotou a seguinte conversa:

“Anjo de Deus, meu Anjo... tu não estás tomando conta de mim? Tu és uma criatura ou o próprio DEUS?... Ou tu és uma criatura de Deus ou o Criador... Tu és o Criador? Não. Então tu és uma criatura de Deus e tens leis a que deves obedecer... Tu tens de estar ao meu lado querendo ou não...
Ele ri... O que está acontecendo, de que estás rindo?...”

E continua:
“Dize-me uma coisa...tu deves dizer-me... quem esteve aqui ontem de manhã?
Ele ri... Tu tens de dizer-me... quem era? O Pe. Agostino ou o Superior... talvez o secretário deles? Responde-me agora...
Ele ri... uma risada de Anjo!
Conta-me... senão vou perguntar a Jesus... e então tu serás apanhado!...

Essa é a simplicidade dos santos!


Obra dos Santos Anjos.