Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Nossa Senhora de Loreto





A Santa Casa de Nazaré é levada para a Itália

10 de Dezembro



“Pois minha casa chamar-se-á Casa de Orações para todos os povos” (Is 56,7)



Loreto, bela cidade italiana situada à 300 Km de Roma, artisticamente ornada de flores campestres, pelas mãos do Altíssimo, impõe-se sobre uma colina, nas costas do mar Adriático, na região das marcas de Ancona.
O nome Loreto foi dado, pelo povo, tendo em vista que nas imediações da colina havia um belo bosque de louros.

Nosso Pai, São Francisco de Assis, ao passar por aquelas regiões, profetizou, sete décadas antes de sua morte, que Loreto seria um lugar dos mais sagrados do mundo, assim como Nazaré da Galileia. Por isso, ali devia ser construída uma Igreja.


A História


No ano 313, a imperatriz Santa Helena, mãe do imperador Constantino, construiu um magnífico templo em Nazaré, na Galileia, para abrigar a humilde casa da Sagrada Família.
Segundo uma antiga tradição, no dia 10 de dezembro de 1291, os cruzados foram derrotados pelos muçulmanos e expulsos da Terra Santa.
Muitos lugares, considerados sagrados para os cristãos católicos, foram destruídos. Era a intensão dos muçulmanos não deixar pedra sobre pedra do Cristianismo.

A casa da Virgem Maria, em Nazaré da Galileia, era uma humilde construção composta de duas partes: uma gruta escavada na rocha, e a parte da frente, composta de três paredes, de pedras.
Bem sabemos do valor daquela singela habitação, pois foi ali que a Virgem Maria nasceu e passou sua infância; foi ali, também, que ela ficou noiva; foi ali que ela recebeu a visita do embaixador do céu, o Arcanjo Gabriel; foi ali o cenário divino da anunciação e da encarnação do filho de Deus; foi ali que Jesus passou a morar desde a volta do exílio no Egito até o inicio da sua vida pública.
Aquela casa era por demais querida e amada por Jesus, e sendo assim, deveria ser preservada da destruição e da profanação.
Segundo uma antiga tradição, neste mesmo dia 10 de dezembro de 1291, os anjos teriam transportado a parte da frente da casa, ou seja, as três paredes de pedras. Primeiro para a Iliria, hoje Tersatto, na Croácia; e depois para a Itália, em 10 de dezembro de 1294.
Talvez a historia da transladação por obra dos anjos tenha nascido de um erro de tradução da expressão latina “de Angelis”, pelos anjos. Hoje se tem conhecimento que de Angelis era o sobrenome de uma família bizantina, sendo assim, em português seria “Dos Anjos”.
Provavelmente, então, as pedras da Santa Casa de Nazaré, teriam sido levadas de navio pela família De Angelis. Talvez com um presente ao papa Celestino V.
Se a casa foi transportada pelos anjos ou pela família, de navio, não importa; o que realmente importa é que Loreto guarda a maior relíquia do Cristianismo fora da Terra Santa.
A capela tem 4,5m de largura, por 9,5m de comprimento, tamanho que corresponde exatamente aos dois alicerces da casa que existia em Nazaré. As pedras que se vêem nas paredes são as mesmas, tanto em Nazaré como em Loreto. Até a coloração e as marcas das pedras se encaixam.
O resto da casa é de tijolos da região de Loreto. A capela tem apenas as três partes vistas, pois a do fundo, revestida de mármore, não havia na casa de Nossa Senhora, que terminava numa gruta escavada na pedra. A gruta é venerada, atualmente, na Basílica da Anunciação, em Nazaré.
A imagem de Nossa Senhora da Loreto é negra, esculpida artisticamente em cedro do Líbano.
A Basílica de Loreto, onde se encontra o precioso tesouro , que é a casa de Nazaré, foi construída em 1468.
O Papa João XXIII chamou a Basílica de Loreto de “Santuário da Encarnação”, em 1962. Na casa de Nazaré, o Santuário Espírito-Santo estava presente em Maria: a nova Arca da Aliança, sendo assim a Santa Casa é o santuário do Espírito-Santo por excelência.
Nossa Senhora de Loreto é a padroeira da aviação, declarada oficialmente em 1920, pelo Papa Bento XV.



Oração a Nossa Senhora de Loreto


Ó Virgem Imaculada, é com viva fé que meditamos nos grandes mistérios que se realizaram nesta tua casa de Nazaré, tão pobrezinha, transportada depois pelos anjos para as colinas de Loreto.

Entre estas sagradas paredes, onde tu foste concebida sem pecado, e, adolescente, viveste de oração e de amor, o anjo te saudou chamando-te: Cheia de graça. Tu respondeste com as milagrosas palavras que abriram o céu e fizeram descer o Salvador do mundo.

Junto a São José, na contemplação da palavra encarnada, na humildade e no trabalho, aqui serviste o Senhor preparando teu espírito ao grande sacrifício: com teu filho terias oferecido, no Calvário, a ti mesma, para te transformar em mãe de todos os homens, remidos pelo sangue de Jesus.

Depois de termos vivido em nossas casas na graça de Deus como tu o fizeste na tua, longe do pecado, obedientes à lei e vontade divina, concede-nos, ó Maria, que possamos um dia, morar na casa do Senhor, contigo, por toda a eternidade.