Em união com todos os Santos Anjos

"Sanctus, Sanctus, Sanctus. Dóminus, Deus Sábaoth Pleni sunt caeli et terra Glória tua. Hosánna in excélsis. Benedíctus, qui venit In nómine Dómini, Hosánna in excélsis.

sábado, 11 de janeiro de 2014

Hierarquia angélica


Em toda a realidade existe uma hierarquia: p. ex. uma hierarquia dos seres (mundo inorgânico, orgânico, vivente, racional e puramente espiritual), uma hierarquia na sociedade e na família, na Igreja e no Estado e assim também entre os Anjos.



O Beato Papa J. Paulo II afirma que os Anjos “deixam-se agrupar segundo ordens e degraus, segundo a medida da sua perfeição e segundo as tarefas a eles confiadas” (1), mas não se decide por uma determinada hierarquia. A incerteza sobre a ordem dos coros é causada por haver duas listas de quatro coros com ordens diferentes, uma na carta de São Paulo aos Efésios (1, 21) e outra na carta aos Colossenses (1, 16).

Em geral, pode-se dizer que na Tradição católica há uma unanimidade de referência aos coros 1 a 4 e aos últimos dois coros (8 e 9):

1 - Serafins (aqueles que têm um amor ardente para com Deus; cf. Is 6, 2.6);
2 - Querubins (aqueles que têm o cume da sabedoria; cf. Gn 3, 24; Ex 25, 18; Sl 98, 1 e os Seres Vivos, Ez 10, 20);
3 - Tronos (aqueles com santo temor e prontidão para com Deus; cf. Cl 1, 16);
4 - Dominações (aqueles ordenam e governam por meio de súditos; cf. Cl 1, 16);

Entre os Coros 5-7 encontramos diferentes listas e diferentes defensores. Por exemplo:

S. Bernardo S. Gregório Magno Dionísio 
S. Vincente Palotti Sta. Hildegarda S. Boaventura
v
5 – Potestades (defensores) - Principados - Virtudes
6 – Principados (administradores) - Potestades - Potestades
7 – Virtudes (taumaturgos) - Virtudes - Principados

8 - Arcanjos (aqueles com mensagens de grande importância; cf. Jd 9) e
9 - Anjos (aqueles com mensagens para a vida ordinária dos homens; cf. Rm 8, 38).

Quanto aos coros 5 até 7 (cf. Cl 1, 16 e Ef 1, 21) existem várias opiniões:
São Boaventura caracteriza as tarefas dos nove coros com as seguintes palavras-chave:
Unção - Revelação - Acessão
Governo - Fortalecimento - Ordem
Guia - Ditado - Anunciação (2).

__________________________
1. Felipe Aquino, Os Anjos. Com as 7 Catequeses do Papa João Paulo II sobre os Anjos, Editora Cléofas, Lorena 2004 - (Catequese de 6 de agosto de 1986, nº 3).
2. Cf. Itinerarium mentis, IV, 4; acessão indica o ato de aceder ou consentir. Para a questão toda, veja S. Tomás, S.Th. I, 108; Macintyre, 243-255.

Fonte: Opus Sanctorum Angelorum